domingo, 20 de setembro de 2009

Respondendo a Perguntas 4

Opa!

Meus amigos, as semanas que passaram desde a última postagem foram bem corridas. Teve alguns dias da semana que fui até o inicio da madrugada trabalhando.

No entanto, durante esses dias recebi algumas perguntas do leitor Ianderson que eu não publiquei aqui por revelar o e-mail do leitor.

Hoje eu dei mais uma lida do e-mail que eu enviei como resposta e notei que as questões respondidas pode esclarecer as dúvidas de mais leitores.

Então sem se prolongar demais, ai vai o e-mail que enviei ao leitor Ianderson:

=================================================================

Primeira pergunta: Como é a mecânica da moto?

Meu caro, a minha Kansas esta com pouco mais de 2000Km e até então a mecânica da moto é boa. É claro que alguns cuidados são válidos para eliminar os riscos de algum dano na motocicleta.

Vou listar algumas praticas que tomei (e ainda tomo):

1º Acelerar a mais de 100 km/h, só depois da revisão dos 1000 quilômetros. O motivo é bastante simples. Quando você tira a moto da concessionária, o motor dela só foi ligado para saber se tudo foi montado corretamente. Considerando isso, forçar um motor na estrada antes da revisão é pedir para ter dor de cabeça no futuro.

2º Não andar em baixa velocidade com marcha alta. Sabe quando você esta a 60, 80 Km e precisa reduzir bastante por causa de algum obstáculo, como um pedestre ou um quebra-molas? Pois é, nessa redução é válido lembrar de também reduzir a marcha para velocidade compatível. Isso eliminará o desgaste desnecessário na relação da moto (corôa, corrente, pinhão).

3º Lubrificar a corrente a cada 500 quilômetros. Isso aumenta o tempo de vida da peça.

4º Quinzenalmente, revisar se nenhuma peça esta soltando com a trepidação. Isso é bastante simples. Jogo de chaves na mão, verifique se os parafusos da corôa, pedal de embreagem entre outros estão bem ajustados. Fique tranqüilo, as peças não se soltam a toa. No entanto é válido lembrar que a moto é montada por pessoas, e a falha humana é responsável pela maioria dos problemas no mundo.

5º Lembrar de sempre fechar a válvula de combustível ao estacionar a moto.

6º Ao acionar a partida, lembrar de desligar os faróis. Isso irá garantir maior tempo de vida a bateria.

7º Aguardar o tempo de aquecimento do motor. A Kansas 250 tem essa característica. Na primeira Ignição do dia (ou ligações em dias frios), o óleo não sobe ao motor de imediato. É necessário aguardar de 40 segundos a 2 minutos (no máximo) com o afogador acionado para o óleo lubrificar o motor. Em outras palavras... nada de sair com pressa.

8º Não esquecer de desligar o afogador. Manter ele acionado fará com que você gaste mais combustível. Sem contar que eu acho que isso pode trazer problema as velas (mas não tenho certeza dessa informação).

______________________________________________________________

Segunda Pergunta: Há notícias de problemas sérios nos motores ou em sua estrutura?

Eu já li a respeito de muitos problemas na comunidade do orkut e até em alguns comentários postados aqui no blog. No entanto comigo aconteceu um único o qual eu considerei grave:

É o problemas das velas e do Cachimbo.

Você pode ler a solução encontrada neste link: http://mundokansas.blogspot.com/2009/05/problema-no-cachimbo.html

É importante lembrar que quem encontrou a solução para o problema foi a equipe de profissionais da própria concessionária Dafra onde eu comprei a minha moto.

Também tive outros problemas (bem) mais leves, e todos foram cobertos pela garantia.
______________________________________________________________

Terceira pergunta: Qual é o desempenho da moto em viagem com e sem carona?

Bom, em relação a velocidade, sem carona ela faz tranqüilamente 100 / 110 Km/h em pista plana. Forçando um pouquinho você chega entre 120 e 130 Km/h. Nas subidas a viagem é um pouco mais cansativa. A Kansas 250 faz o percurso a 80 / 90 Km na subida e não tem muita agilidade nas ultrapassagens.

Em relação ao consumo na estrada, ela tem ficado cada vez melhor. a última média que fiz foi de 29,8 Km/l.

Com carona eu não sei te dizer minha esposa ainda não se arriscou, no entanto eu já andei com ela na cidade e percebi as maiores diferenças nos freios e na altura da moto.

=============================================================

Bom, agora uma dúvida enviada pelo leitor Clark:

Meu caro, eu não cheguei a procurar uma seguradora para verificar o valor do seguro da Kansas 250, porém eu dei uma lida em alguns foruns e na comunidade do Orkut, creio que a média de valores é de R$ 1.400,00 / R$ 1.500,00 (salgado....), mas o ideal é consultar um corretor de seguros. Eu sei que tem uma equação entre sexo / idade / número de condutores que podem baratear ou não o valor do seguro.

Bom, é isso. Abração e logo eu publicarei uma postagem referente a limpeza do filtro da Kansas 250.

6 comentários:

clark disse...

Valeu irmão!

É que eu estou pra pegar ela e aqui em SP é osso, então pro uma precaução eu estou procurando algo!
Abs

Luís disse...

Salve, Denis!
É sempre uma grata satisfação visitar o blog e ver as postagens.

Desconhecia o fato de ter que fechar a válvula de combustível ao estacionar. O mecânico da Dafra recomendou fazer isso só por ocasião de paradas longas, devendo o motor ser acionado para queimar o combustível que estiver no carburador.

Preciso de dicas para a limpeza da Kansas, Denis. Aqui em Salvador, estou sofrendo com a maresia.

Instalei alforjes na minha 250 - agora, estou em busca do protetor do motor.

Grande abraço, camarada.

Evil Angel disse...

Olá, tenho 1,95m. Acha que com minha altura ficaria desconfortavel nessa moto? tem como colocar alongador nos pedais?

Abraço

Daniel disse...

Caro, Denis, estava a procura de informaçoes sobre a kansas 250cc, e acabei mesmo achando o que queria aqui, apesar o blog estah de parabems, mais gostaria que vc visse minha historia e a comentasse no seu blog pois acho que meu relato aconteceu com outros q desejam ser kanseiros com potencia (falando das 250cc) , bom mas vamos la.

Meu nome eh Daniel e tenho 21 anos sempre gostei do estilo custom, e na semana passada eu me apaixonei incondicionalmente pela Kansas 250cc, pois jah estava a procura de uma custom de porete pequeno pois minha condiçao naum me favorece a ter uma de porte grande, realmente decidi fazer o consorcio da kansas e descobri q naum existia, ateh ai ok fui atras do financiamento sem nem ligar pra qnt eu ia pagar nos fim das contas, e quando cheguei na loja, ovendedor me disse que todas as motos jah aviam sido vendidas e naum chagariam mais, desabei estou escrevendo isso muitu triste pois me apaixonei de verdade pela moto fora q soh ouvi bem dela, bom eh isso, vou continuar seguindo e acompanhando o blog, mais gostaria q vc comentasse algo sobre minha descepçao.

Abraços de um motociclista de tanque partido.

Daniel disse...

Caro, Denis, estava a procura de informaçoes sobre a kansas 250cc, e acabei mesmo achando o que queria aqui, apesar o blog estah de parabems, mais gostaria que vc visse minha historia e a comentasse no seu blog pois acho que meu relato aconteceu com outros q desejam ser kanseiros com potencia (falando das 250cc) , bom mas vamos la.

Meu nome eh Daniel e tenho 21 anos sempre gostei do estilo custom, e na semana passada eu me apaixonei incondicionalmente pela Kansas 250cc, pois jah estava a procura de uma custom de porete pequeno pois minha condiçao naum me favorece a ter uma de porte grande, realmente decidi fazer o consorcio da kansas e descobri q naum existia, ateh ai ok fui atras do financiamento sem nem ligar pra qnt eu ia pagar nos fim das contas, e quando cheguei na loja, ovendedor me disse que todas as motos jah aviam sido vendidas e naum chagariam mais, desabei estou escrevendo isso muitu triste pois me apaixonei de verdade pela moto fora q soh ouvi bem dela, bom eh isso, vou continuar seguindo e acompanhando o blog, mais gostaria q vc comentasse algo sobre minha descepçao.

Abraços de um motociclista de tanque partido.

Clark disse...

Caro Daniel,

Sou kanseiro e lamento muito pelo que aconteceu.

Sou de Sp e quase aconteceu isso comigo!passei 2 meses procurando uma moto 250 nesse estilo, quando eu estava quase desistindo e ia compra uma 150 qualquer vi uma Kansas 250 na rua e no final de semana fui e reservei a minha. Pelo que estava registrado no sistema do concessionário eu a ante penúltima do estoque!
Ainda assim, pelo que me disseram, a horizon 250,que é a mesma coisa que a Kansas(tanto que o manual da moto é igual), vai sair no final ano, sei que isso não é confortável, mas é uma esperança!

Sinto muito pelo ocorrido mas mantenha a esperança, pois está mais perto chegar no final do ano do que no começo!

Abraço, saudações